Click to visit pocast

Sunday, July 30, 2006

Dubstep| London Underground Music Culture


Croydon, é conhecida pela a sua arquitectura dos anos 70 em decadência, lutas de sábado à noite movidas a ácool, adolescentes grávidas e centros comerciais abandonados, o que nada tem servido para incrementar a sua reputação no Reino Unido, no entanto graças ao Dubstep e a outras formas de arte que romperam o cimento, Croydon recupera paulatinamente daquele que tem sido um péssimo cartão de visita.
Dubstep Definition: deriva directamente do garage britânico, incorpora uma filosofia mais dark; a fórmula original do dubstep recebe influências do reggae, dark garage, e dub minimal; o baixo utilizado nas composições é referido como «sub bass», idêntico aos utilizados na corrente do Drum & Bass; à quem defina o dubstep como sendo um som físico, é mais do que um simples acto de ouvir, é uma experiência física; A cunhagem do movimento é da autoria da Amunition Production, o termo foi utilizado pela primeira vez pela a revista XLR8R.
Os focos da cultura dubstep covergiram inevitavelmente para Croydon:
a music store Big Apple (agora extinta), foi um pólo dinamizador e serviu de motor de arranque para o avanço de uma nova cultura, somam-se os nomes dos que assumiram o cargo pioneiro da corrente musical, eles são: El-B and Jay Da Flex from Ghost, Hatcha, Menta/Artwork, Skream and Benga.
As labels Tempa e Big Apple Records obtiveram um lugar de destaque, a elas sucedem outras que contribuiram de igual modo para o despoletar do fenómeno: Soulja, Road, Vehicle, Shelflife, Texture (no activo estão somente a Soulja, Bingo, Road e a Tempa).
Foward»» Dirigido por Sarah Lockhart, aka Soula da Tempa Records, a noite Foward foi a primeira em Londres a abraçar o Dubstep, A pista de dança do Foward » é sempre diferente, mas normalmente tem uma boa mistura de gente, cada uma no seu próprio espaço a absorver a música à sua maneira, algo característico das audiências do Dubstep. São responsáveis pela programação da rádio Pirata Rinse/FM, dirigida por Kode 9, fundador da label Hyperdub, um verdadeiro pioneiro deste som, tem uma abordagem livre de restrições à música e uma paixão pelas vozes (confirmada pelas suas colaborações com Space Ape - ex Daddi Gee - e pela inclusão do grime nos seus mixes), que tiveram um grande impacto nesta cena musical que lhe garantiram um som original e distinto.. Em 2003 cederam um espaço específico para a audição de dubstep, por lá passaram (com grandes set's musicais) DJ Hatcha (Padrinho do Dub Step, esteve na vanguarda desta cena devido ao seu papel na Big Apple Records, é também o autor da compilação "The Dubstep Allstars vol.1", um disco seminal que inclui temas clássicos como "Higland Spring" e "Monsoon"), Loefah (produtor, fotógrafo e artista visual) e a dupla Digital Mystikz (Mala and Coki).
DMZ: trouxeram para a cena do dubstep o espírito do jungle, organizam festas em Brixton, mas mais do que isso, fazem parte de um legado germinador de cultura, dessa grande casa fazem parte: Skream, N-Type, Scuba, Kode 9, D1, Random Trio, Chef, Joe Nice, Pinch, DJ Youngsta, Distinction, Vex'd and Blackdown.
DIGITAL MYSTIKZ - Ancient Memories (DMZ) [oiça aqui]
SKREAM - Midnight Request Line (Tempa) [oiça aqui]
BLACKDOWN - Lata (Keysound) [oiça aqui]
BENNY ILL vs DJ HATCHA - Special 4 Track EP (Tempa) [oiça aqui]
AMMUNITION/BLACKDOWN - The Roots Of Dubstep (Tempa) [oiça aqui]
YOUNGSTA & HATCHA/VARIOUS - Dubstep Allstars Vol 4 (Tempa) [oiça aqui]
Para verem o vídeo sobre o Dub Step [aqui]

Labels:

Friday, July 28, 2006

Thursday, July 27, 2006

Regresso ao Passado 6

VARIOUS - Tangent 2002: Disco Nouveau (Ghostly International US) [oiça aqui] Comentários: Fundada em 1999 por Sam Valenti construiu ao longo dos anos um catálogo coeso que abrange sonoridades desde o electro pop avant gard a outros géneros mais electrónicos/tech, nele somam-se nomes como Dabrye (aka Tadd Mullinix, James T. Cotton), Matthew Dear, Midwest Product, Twine & Dykehouse. Tendo em conta todo o seu contexto histórico, é fácil de notar o papel pioneiro da label ao editar uma compilação entitulada de "Tangent 2002: Disco Nouveau", que significa nada mais nada menos do que a inclusão de sons italo, electro synth pop, não esqueçendo um quê de electro break beat, resultado, 14 faixas de música intrasigente e vanguardista, para ela contribuiram: Daniel Wang, Adult, Legowelt, Lowfish,Susumu Yokota, DMX Krew, entre outros. A compilação foi apresentada em dois formatos CD e LP, no que diz respeito ao vinyl a edição foi repartida em três partes (A B C). Hoje a gosthly apresenta um rótulo ligeiramente diferente do que alguns tiveram oportunidade conheçer em anos anteriores, agora insurge-se sob uma fácie mais minimalista, mais design, tech e para alguns futurista.

Labels:

Wednesday, July 26, 2006


[Albuns]
SPACE FUNGHI PROJECT - Elektrik Psylocibe Experience (Sirius Japan) [oiça aqui] Comentários:drum & bass, broken beat, jazz pós moderno;
BODYCODE aka PORTABLE - The Conservation Of Electric Charge (Spectral Sound US) [oiça aqui] Comentários:abstract, IDM, minimal tech house; Alan Abrahams, como portable, habituou os fiéis seguidores a produções a que alguns chamaram de micro house moderno, era também adicionado um quê de ritmos e sensações tribais à composição musical. Body Code é decerto uma fácie orientada maioritariamente para a pista de dança, é também sob esta nova identidade que edita o primeiro album de originais , não vão ficar desiludidos aposto, assim que ouvirem o groove e a secção ritmica minimal tech não param de dançar.
-------------------------
[12" Maxis]
KATE Wax- Catch The Buzz (Mental Groove Switzerland) [oiça aqui] Comentários: minimal tech house; 2 step electro clash;
TELEX - Do Worry (club remixes) (EMI Belgium) [oiça aqui] Comentários: electroclash, electro funk;

01.India Arie - Good Morning0
02.Clara Hill meets Vikter Duplaix - Paper Chase (Spleen rmx) (Sonar Kollektiv Germany)
03.Simbad feat STEELO - Soul Fever (Raw Fusion Sweden)
04.Phoneheads- buddy language (Mute Germany)
05.Renegade Soundwave- nightmare
06.John Kong & Moonstar - future vision
07.Unai - lucky bastard (Force Tracks Germany)
08.Jimmy Edgar - My Beatz (Warp Germany)
09.The Royal Family & The Poor - Art On 45 (Because Music France)
10.Nitzer Ebb - control im here (Novamute Germany)
11.Afrika Bambaata - planet rock
12.Kavinksky - ghost transistor (Record Makers France)
13.Le Tigre - Nanny Nanny Boo Boo (Barclay France)
14.Mount Sims- How We Do (Gigolo Germany)
15.Platnum- Get Away (Sonar Kollektiv)
16.Herbert - Moovin Like A Train (Jamie Lidell's radio Raw Hyman remix) (K7)
17.Discotheque- disco special (Environ)

18.Masta Killa - Digi Warfare (instrumental) (Because Music France)
19.Space Funghi Project - Moran's Jam (Sirius Japan)
20.Booka Shade - In White Rooms (Shinedoe Fusion remix) (Get Physical Germany)
21.Bodycode aka PORTABLE- Equidistant (Spectral Sound)

Monday, July 24, 2006

Inspiração



Roisin Murphy ex vocalista dos lendários Moloko

Sunday, July 23, 2006

Toy Revolution








Labels:

Saturday, July 22, 2006

Cultura Urbana


Tartar magazine Link
temática »» vários

Toggle magazine Link
temática »» vários

vektorica magazine Link
temática »» ilustração vectorial

batterie Link
temática »» vários

Labels:

Recomenda-se...


FOCUS JAZZ/VARIOUS - More Modern Jazz From The Wewerka Archive 1966-1969 (Sonar Kollektiv Germany) [oiça aqui] Comentários: compilado por Jazzanova e Stephan Steigleder para o colectivo germânico Sonar. "This particular compilation focuses on two main themes – soundtrack music and Wewerka’s (catálogo bulgaro e polaco de jazz moderno) trips beyond the Iron Curtain into deepest darkest Eastern Europe".
TAPES'N'TAPES - The Loon (XL) [oiça aqui] Comentários:baterias funk, organismos indie e um quê de punk são as premissas para a composição do album "The Loon". Mais info My Space
BUGZ IN THE ATTIC - Back In The Doghouse (V2) [oiça aqui] Comentários: de volta à casota do cãozinho é um conjunto feliz de garage, broken beat, acid jazz, funk, produzido pelo colectivo Orin ‘Afronaught’ Walters, Paul ‘Seiji’ Dolby, Kaidi Tatham, Daz-I-Kue, Alex Phountzi, Cliff Scott, Mark Force, Matt Lord & Mikey Stirton, é daquelas propostas musicais que vale a pena adquirir. Bugz In The Attic My Space
DUO VARIAL - Rue Champagne (Ultra Vista) [oiça aqui] Comentários: Oliviére Grégoire (DJ Gregg) e Olivier Cima (Guitarrista) completam o projecto Duo Varial, é característico nas suas produções a inclusão de ambiências Downtempo/Lounge, Funky, Jazz & Latin. "Rue Champagne" não foge à regra, é subtil, romântico e vocalizado pelas belíssimas vozes de Sandrine Collard, Enaid, Julie, Djerom. Site Oficial
GEORGE, Inara - All Rise (Loose) [oiça aqui] Comentários: este album é uma abordagem particular a um mundo que divide sentimentos e sensações projectadas sobre um cariz ambíguo, tal dualidade é visível na fusão do folk com harmonias e vocalismos Indie, "Space Shipping" é uma das minhas faixas favoritas, eleva as minhas pulsações rítmicas ao rubro, o resto deixo com vocês, uma vénia a Inara George, Site Oficial.
APPARAT ORGAN QUARTET - Apparat Organ Quartet (Skelt Belgium) [oiça aqui] Comentários: downtempo electrónico vintage é como descrevo a proposta do Quarteto Apparat, é psicadélico, ritmado, espacial, contém um travo de 70's post punk style à composição sonora o que torna excepcionalmente "delicioso" (não eu não devoro cd's nem vinyl às refeições lol), sem nunca esqueçer o recurso aos vocoders que reproduzem o feel robótico ao todo do album, tá mt cool.

Friday, July 21, 2006

Anti-Pop Music Festival

Wednesday, July 19, 2006


NAKED APE - For The Sake Of The Naked Ape (Hit Thing Germany) [oiça aqui] Comentários: electro break beat feel, disco funk, colmatado de grandes synths e vocoders que nos fazem lembrar de imediato Kraftwerk e os Daft Punk, algo notório na faixa "Fashion Freaks". Ainda no campo da moda não posso deixar de referir que o grupo sintetiza os vocals do Fashion Designer Alexander Mcqueen "Don't forget taking your skin off / because pink works," Naked Ape Sing. "It's so sophisticated and sexy / stands out as spring's hottest color. No entanto este projecto é liderado pelos suecos Albion Venables, Jonas Mathiasson, Olof Bendt. Altamente recomendado para os fãs de "Cut Copy" ou então "The Presets". Enjoy! Naked Ape, Lobotomrecords, My Space.
MONODELUXE - Moods Deluxe (Jubilee Germany) [oiça aqui] Comentários: "Club Culture For Urban Listening" Alessandro Oliviero aka Monodeluxe incorpora na sua musicalidade uma atmosfera downbeat, não é de todo aborrecida a ascultação de "Moods Deluxe", caio quase no exagero ao dizer que se consegue saborear o groove empregue na construção rítmica, é quente, sensual, eclético, essencialmente jazz, funk, deep house bem ao estilo dos apreciadores de Moodyman, Theo Parrish, "Get Off" (BBC London radio version) é um exemplo claro do que procuro explicar, a melodia afrobeat, jazzística, deep tech é incorpada numa ambiência a que alguns críticos do género lhe chamam de dub ou dope (atenção nada haver com a extensão musical do reggae), é música para a mente, é viajante, melódica, introespectiva. Conta com as participações especiais de Aflex Combo, Heidi Vogel , Darrius Willrich. Recomendo vivamente, garanto que não é mais uma tentativa frustrada a aproximação do dito género "nu jazz", tá muito cool espero que gostem. Jubilee Germany, Monodeluxe

Tuesday, July 18, 2006




Álbum da Semana


OSUNLADE presents YORUBA RECORDS/VARIOUS - Cinco Anos Despues (5 Years On) (Soul Jazz) [oiça aqui] Comentários: Onsulade nasceu em Saint Louis, Missouri (um sítio muito especial, por onde passaram alguns dos pioneiros do jazz e dos blues como também de artistas inovadores dos quais um nome muito especial, Miles Davis), em tenra idade a cena de chicago (como também outras correntes electrónicas vigentes) chamaram a sua atenção, tornou-se um frequentador assíduo das festas do movimento, decidiu comprar um teclado pequeno, o Kong Poly 61 com o qual começou a dar os primeiros passos na produção de house que encarava até então como um hobbie. Aos 17 anos mudou-se para LA onde começou a trabalhar para algumas labels de renome e para alguns artistas como Pati Labelle, Freddie Jackson, Gerardo Mejia & Eric Benet. Tommy Musto aconcelhou vivamente Onsulade a criar a sua própria label, o que mais tarde viria a resultar na Yoruba Records distribuída nos primeiros momentos pela Northcott. A orientação maioritária de Onsulade pelos sons tech fê-lo mudar para a britânica SoulJazz. As suas inclinações espirituais foram responsáveis pela as suas aproximações musicais, concentrou uma tipologia percurssionista tribal ultra complexa, atmosferas soulful, elementos deep house e também raízes afro latinas. O seu trabalho alcançou um lugar merecedor de respeito, trouxe à luz artistas como Wunmi (vocalista africana dos Soul II Soul dancer). "Cinco Anos Despues (5 Years On)" é uma amálgama do bom que o artista tem feito para a base Youruba, contém os seguintes clássicos: "Ochun's Arrival", "Native Tongue", "Africa".

Electrosplash beach festival in Castellon

Inspiração


Inspiração semanal, miss Goapele soulful singer, quem não conheçe a faixa 100% soul "Even Closer", tremendo groove foi posteriormente remisturado por Dj Spinna, fiquem cool e continuação de uma boa semana, para quem está de férias aproveitem bem enquanto dura...

Saturday, July 15, 2006


01.LAKESIDE - Fantastic Voyage (30th Anniversary Edition) (Solar Canada) [oiça aqui] Comentários: produzido por Dick Griffey; funk, soul, disco, jazz;

02.SUBWAY - 44110 (Soul Jazz) [oiça aqui]
03.HIDEFUMI, Ino - Satisfaction (Innocent Japan) [oiça aqui]
04.NUYORICAN SOUL - Nuyorican Soul (reissue) (Talkin Loud) [oiça aqui]
05.BUGZ IN THE ATTIC - Move Aside (Nurture) [oiça aqui]
06.BURNSKI - Headlandmad (Infant) [oiça aqui]
07.MISS FITZ - She Has No Legs (Sushitech Purple) [oiça aqui]
08.SASSE - Made With The Upper Stairs Of Heaven (Moodmusic Germany) [oiça aqui]
09.MIKE & DOT - Lego EP (Substatic Germany) [oiça aqui]
10.SWAT SQUAD/ALECS MARTA - El Ninyo Melon EP (Gastspiel Germany) [oiça aqui]
11.VILLALOBOS, Ricardo - Salvador (Frisbee Tracks Germany) [oiça aqui]
12.FISCHERSPOONER - We Need A War (Gigolo Germany) [oiça aqui]

JAZZANOVA+MIKE STELLAR+MARIA GAMBINA

Jazzanova, colectivo de renome, são detentores de um longo percursso musical positivo, marcaram a diferença juntando uma pitada de sal a géneros como o jazz e o bossanova, entre compilações e participações especiais para labels como a Compost e Blue Note. Alexander Barck, Claas Brieler, Jürgen von Knoblauch, Roskow Kretschmann, Stefan Leisering, Axel Reinemer, são os mentores do referido projecto, lançaram-se à aventura e fundaram o colectivo Sonar (em 1998 na cidade alemã de Berlim), mais conhecido entre as mentes urbanas como Sonar Kollektiv (albergam produtores, dj's, artistas gráficos e promotores), nela editaram nomes como Platnum, Âme, Fat Freddys Drop, Benny Sings, Echoplex, George Levin, Dixon, Domu aka Umod, Soulphiction, Arken, Clara Hill, Slope, Isoul8, Kabuki, Micatone... etc etc do melhor. Conseguiram em quase 10 anos, fundar nove sublables ou subdivisões da Sonar, elas são: Airdrops, Aspekte Schallplatten, Best Seven, Dialog Recordings, Hotdrop Recordings, Innervisions, Mermaid, No Zession Recordings, Recreation Recordings. O bom disto tudo é que vou poder saborear in situ a passagem do colectivo por terras algarvias, ah poix é! Bio Here, Sonar Kollektiv Germany
Mike Stellar é um free-stellar por vocação, o estilo é livre e supõe uma constelação de organismos musicais. Incorpora a envolvência da bossanova, o ânimo do house e techno de detroit, o rasgo do drum'n'bass, o fervor do dub, e parte na expedição que o tornará num criterioso manipulador destes universos musicais, como se não bastasse, mergulha nos profundos oceanos dos 70's e 80's, de onde repesca grandes clássicos capazes de enloquecer qualquer um, mike é residente no estado líquido, mexe café, fluid, marcou passagem no legendário lux, trintaeum, via latina, hype @ meco, enfim uma marabilha . Mike Stellar My Space
Maria Gambina consegue, desde há muitos anos, combinar a sua profissão de designer de moda com o seu hobby de eleição: o de amante de música que, frequentemente, a leva a mostrar as suas sonoridades prediletas por cabinas espalhadas por todo o país, assumindo inevitável destaque a residência que durante vários anos assegurou no Bar Trintaeum, no Porto. O Jazz, Soul,a Bossa Nova e a música brasileira em geral congregam, no essencial, a palete de cores que compõem as suas actuações, sempre caracterizadas pelo bom gosto que coloca na sua selecção musical. No fundo, as sensações que transmite com a música que toca mais não são do que as influências que confessa polvilharem todas as suas criações de moda e que a fazem uma das estilistas mais requisitadas no nosso país e de maior reconhecimento internacional, designadamente na área do "streetwear".

Friday, July 14, 2006

Agenda



Thursday, July 13, 2006

Novidades Editoriais



PEACHES - Impeach My Bush (XL Recordings) [oiça aqui] Comentários: disko/post punk; electro clash; é concerteza um dos grandes destaques para esta semana, produção de Merrill Nisker; música altamente aconselhável para as mentes mais duras;

HOULE, Marc - Restore (Minus Canada) [oiça aqui] Comentários: minimal tech house; som terrorífico muito habitual nas produções de Marc Houle, o artista combina o minimalismo com synths tech industriais, dito assim soa a agressivo mas esqueçam lá isso, é adicionado à mistura uma boa dose de groove e de baixos inteligentes prontos para aquecer qualquer alma viva;

QUANTIC - An Announcement To Answer (Ubiquity US) [oiça aqui] Comentários: som afro latino americano com incurssões no soul, funk, Jazz, hip hop e broken beat; conta com as participações especiais de Ohmega Watts, Noelle Scaggs, Tempo.

VARIOUS - Supernatural Funky Musique Volume (United Holland) [oiça aqui] Comentários: compilação obrigatória para o verão 2006, a label holandesa United reúne neste cd nomes como: YBU, Alice Russel, Sharon Jones & The Dap Kings , Black Science Orchestra, Sicana Soul, Solazul... entre outros; são treze faixas de bom gosto musical, embala o ouvinte numa viagem subtil entre o nu (acid) jazz, soul, funk e o hip hop; alguns dos títulos contém remisturas de Truby Trio, Thunderball e Skeewiff.