Click to visit pocast

Tuesday, March 06, 2007

Ananana Recomenda...

Segundo título dos Tussle na norueguesa Smalltown Supersound, “Telescope Mind” segue a particular receita deste projecto formado por dois bateristas / percussionistas (baldes e garrafas fazem parte do arsenal de Jonatham Holland e Warren Huguel), um baixista que aprendeu tudo com o funk (Tomo Yasuda) e um abusador de electrónica (Nathan Burazer). As referências musicais são as mais diversas, de Can, Art Blakey, Moondog, John Cage e Kraftwerk a Daft Punk, Minutemen, Donna Summer, Public Enemy e Dario Argento, resultando num dub descarnado e minimalista com incidência no ritmo. Este é o robótico, encantatório e implacável do krautrock, mas passado pelo crivo dos conceitos de “beat” do techno e embrulhado num formato musical híbrido que deve tanto à música de dança, à pop e até à muzak quanto aos experimentalismos vários do último século, dos “eruditos” aos “underground”, passando por um óbvio gosto pelo jazz e pela atitude desleixada do punk. O punk dos Black Flag, claro, mas não necessariamente um punk musical – antes aquele que marcou um determinado modo de estar, que os quatro Tussle identificam com o derradeiro dos escritores malditos, Charles Bukowski, cujos romances são descrições de bebedeiras à beira do coma alcoólico e de enlaces sexuais mais abjeccionistas do que propriamente pornográficos. Pode até ser que o que aqui ouvimos não seja mais do que “party music”, mas em vez de nos transmitir um sereno e divertido “está-se bem” fala-nos da desesperada necessidade de afugentar os maus olhados. É a banda sonora ideal, em suma, para os auto-exorcismos das longas noites de sexta-feira... Para Ouvir

0 Comments:

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home